Quatro motivos para não perder o UFC 175

Quatro motivos para não perder o UFC 175

Roberto Freitas

Sem dúvida o grande momento de qualquer card está voltado para sua luta principal. Esta é a chance que todos esperam para ver os melhores lutadores de MMA em ação. O card do UFC 175 vai mais além da lutona entre Weidman e Lyoto. É um evento que deve presentear os fanáticos por MMA com ótimas apresentações. Assim sendo, segue abaixo quatro motivos para se ligar no UFC 175, neste sábado (5), a partir das 20h (horário de Brasília), com transmissão do Canal Combate.

1º Motivo: Weidman x Lyoto

O Dragão entra nesta noite com uma missão importante: reaver o cinturão que já pertenceu a Anderson Silva. Mas, para isso, vai enfrentar o americano Chris Weidman, atual campeão dos médios. O brasileiro é conhecido por ter um jogo ortodoxo: é um dos lutadores mais dedicados do mundo. Faixa preta em jiu-jítsu e karatê shotokan e com uma experiência incrível dentro MMA, o brasileiro é o terceiro no ranking de pesos-médios, atrás de Anderson Silva (2º) e Vitor Belfort (1º), sendo Weidman o campeão. Não há dúvida que o americano é o favorito, mas finalmente vai ser testado de verdade, já que as duas vitórias sobre Anderson Silva foram controversas.

2ª Motivo: Ronda Rousey

É a mulher mais temida no MMA mundial. Tal posição é fruto de uma combinação entre talento, marra e uma campanha perfeita dentro do UFC. Que me desculpe a sua oponente – a canadense Alexis Davis -, mas a grande expectativa está mesmo em torno de Rousey que, mais uma vez, terá a chance de distribuir sua famosa chave de braço e suas quedas espetaculares.

3º Motivo: Stefan Struve

Do ponto de vista de superação, esta é a principal luta do UFC 175. O gigante Stefan Struve se afastou do MMA em agosto do ano passado após ser diagnosticado com um vazamento na válvula aórtica. A condição cardíaca fez com que muitos, inclusive o presidente Dana White, avaliassem que o holandês jamais pisaria novamente no octógono. O Arranha-Céu, com seus singelos 2,13 metros, contrariou os prognósticos, voltou em menos de um ano e agora vai enfrentar Matt Mitrione – que a julgar pela forma física e displicência com que se apresentou em sua última luta, pode tornar esta saga ainda mais memorável, sendo derrotado por Struve.

4º Motivo: Urijah Faber

Mesmo vindo de derrota para Renan Barão, em fevereiro deste ano, o California Kid é um dos lutadores que mais vende dentro do UFC e, consequentemente, uns do que mais faturam. Já no caso de Alex Caceres, seu adversário deste sábado, o fato novo é que ele finalmente vai enfrentar um atleta de ponta após cinco vitórias consecutivas. Assistir Faber é sempre um grande prazer já que seu coração entra primeiro que seu corpo dentro do octógono.

Foto: Divulgação

ROBERTO FREITAS é formado em direito, pós-graduado em gestão pública, diretor de empreendedorismo da Prefeitura de Sorocaba, presidente do Iesa (Instituto de Educação Sócio Ambiental) palestrante, faixa marrom em jiu-jítsu, colunista de MMA do jornal Bom Dia de Sorocaba, colunista de MMA da Rádio Ipanema de Sorocaba no quadro Planeta MMA e fã de carteirinha do esporte que mais cresce no mundo: o MMA. Twitter: @freitasbjj