O pesadelo de CB Dollaway continua

O pesadelo de CB Dollaway continua

Agnes Lima

O pesadelo de CB Dollaway ainda não chegou ao fim. O americano sofreu uma lesão no elevador do hotel onde foi a pesagem para o UFC 203, evento realizado no dia 10, em Cleveland, Estados Unidos, o que o obrigou a se retirar do card um dia antes do show. Quase uma semana depois do incidente, o atleta, com muitas dores para entrar em um avião, ainda não conseguiu sair do Estado de Ohio. De acordo com uma publicação do site MMA Fighting, o empresário de Dollaway, Dave Martin, contou que o americano se encontrou com um médico na quinta-feira (15), após tirar duas radiografias. O meio-pesado (93 quilos) também fez uma ressonância magnética das costas e o resultado do exame é esperado para esta sexta-feira (16).

Cyborg e Ronda

“A Ronda é a número um. Não por mim, mas é porque os fãs querem. Se você fizer um bate-papo, uma pesquisa, vai dar Ronda. Eles querem essa luta. Ela fez tudo para que essa luta acontecesse, mas ela não achou que ia inverter, não achou que os fãs iam querer ver. Acredito que deva acontecer. Só estou esperando ela voltar.” Esta foi a declaração que a brasileira Cris Cyborg deu quando questionada sobre um possível combate contra a ex-campeã do UFC, Ronda Rousey.

Uriah torce por Henderson

“Sou um grande fã do Dan (Dan Henderson). Espero que ele nocauteie aquele cara (Michael Bisping). Ele precisa calar a boca. Eu já acabei com ele em um treinamento, posso dizer isso. Pode colocar essa citação na minha conta. Se um dia eu tiver a oportunidade, definitivamente vou acabar com ele. Não gosto dele.” Fortes declarações de Uriah Hall contra o atual campeão meio-médio do UFC.

US$ 2 milhões

Dois milhões de dólares. Este foi o valor pedido por Demetrious Johnson para enfrentar Dominick Cruz. Olha só o que ele disse: “Eu acho que US$ 2 milhões é justo. Obviamente, não temos a mesma quantidade de fãs e não somos reis da promoção nem príncipes ou duques, como Conor McGregor e Nate Diaz. Mas vou te dizer uma coisa, nossas habilidades e tudo o que fizemos como lutadores de MMA neste esporte… Então, isso aí, tudo o que acrescentamos como atletas e o que fizemos no esporte, acho que merecemos e a WME-IMG tem dinheiro para bancar essa luta”.

Foto: FoxSports

 

AGNES LIMA é formada em arbitragem de boxe pela Liga Sorocabana de Boxe e em MMA pela ABAL (Associação Brasileira de Arbitragem de Lutas). Atua como juíza e locutora em campeonatos regionais e estaduais. É fundadora do grupo de Facebook “Do Vale Tudo ao MMA”.