Matheus Buffa conquista cinturão no Future MMA 9

Matheus Buffa conquista cinturão no Future MMA 9

Após meses de provocações, enfim os meio-pesados Matheus Buffa e Fabão Vasconcelos resolveram suas diferenças dentro do cage. Melhor para Buffa, que nocauteou o rival no primeiro round após começar o duelo em desvantagem, na luta principal do Future MMA 9, realizado sábado (19), em São Paulo. Além de lavar a alma, o curitibano ainda se sagrou campeão da categoria.

Em posse do cinturão, Matheus Buffa fez questão de homenagear os quatro bombeiros que morreram na sexta-feira (18) numa missão de resgate no Rio de Janeiro. “Gostaria de manifestar minhas sinceras condolências aos militares que perderam suas vidas na tentativa de salvar a vida dos outros. Se foram como heróis”, discursa o novo campeão.

A LUTA

Os primeiros momentos de combate deixaram claro o nível de desavença entre os lutadores. Sem primarem pela estratégia, eles se entregaram a uma franca trocação e, por pouco, Fabão Vasconcelos não põe fim ao duelo no minuto inicial.

Recuperado dos golpes sofridos, Matheus Buffa encontrou um cruzado certeiro, levou o oponente a knockdown e definiu com potentes marretadas no ground and pound, garantindo o cinturão.

FUTURE MMA 9

Resultados oficiais

Matheus Buffa nocauteou Fabão Vasconcelos aos 3:08 do R1

Betão Nogueira venceu Rafael Coxinha por decisão dividida (29×28, 28×29 e 30×27)

João Alicate e Bruno Korea empataram por decisão majoritária (29×27, 28×28 e 28×28)

Jonas Bilharinho nocauteou Junior Robocop aos 4:26 do R1

Denis Alagoas finalizou Assis Sousa com um mata-leão aos 3:36 do R3

Guilherme Prodígio venceu Filipe da Silva por nocaute técnico (desistência) aos 22 segundos do R2

Rodrigo Lídio nocauteou Evandro Barbosa aos 3:31 do R1

Matheus Bocão venceu Rudson Caliocane por decisão unânime (triplo 30×27)

Alan Gabriel Tilico nocauteou Lucas Fenômeno aos 2:15 do R1

Uyran Presunto finalizou André Fischer com um armlock aos 2:56 do R2

Zé Reborn venceu Lucas Faria por nocaute técnico a 0:38 do R1

Manoel Maranhão venceu Carlos Crocodilo por decisão unânime (triplo 29×28)

Guilherme Senegal venceu Thiago TKS por nocaute técnico a 1:54 do R1

Danilo Espera venceu Neone Hatake por decisão dividida (29×29, 28×29 e 29×28)

Fotos: Marcos Santos
(Notícia lida 1 vezes, 1 só hoje.)