Fábio Maldonado vai encarar Fedor Emelianenko

Fábio Maldonado vai encarar Fedor Emelianenko

Agnes Lima

Uma notícia abalou o mundo do MMA, principalmente para nós, brasileiros sorocabanos, e fãs de Fábio Maldonado. O nosso Caipira de Aço vai enfrentar aquele que é considerado o maior lutador de todos os tempos: Fedor Emelianenko. Sim, ele mesmo, o Fedor, aquele russo peso pesado que em seu cartel de 39 lutas fez história e é o lutador mais respeitado do mundo. No MMA, por exemplo, ficou sem perder por quase dez anos. Em se tratando de um peso pesado, isso é um feito e tanto. Provavelmente um feito que dificilmente será alcançado novamente.

Em contrapartida, temos do outro lado o brasileiro Fábio Maldonado, considerado um dos queixos mais resistentes da mistura de artes marciais. O sorocabano tem o boxe como sua modalidade de origem, onde ostenta uma invencibilidade de 24 lutas. Já no MMA, em  31 combates teve alguns revezes e muitas vitórias. A performance no octógono fez dele um dos atletas mais conhecidos do mundo. Por isso, ficou quase seis anos no UFC.

O encontro entre Fedor Emelianenko e Fábio Maldonado será em 19 de junho, em São Petersburgo, segunda maior cidade da Rússia. Eu, que sempre fui fã incondicional do russo, me vejo na pior situação que um torcedor pode ter: o lutador preferido contra um grande amigo. Apesar de amiga pessoal de Maldonado e estar incondicionalmente torcendo por ele, entendo que será o maior desafio pelo qual o Caipira de Aço já passou e, possivelmente, vá passar ao longo da carreira.

Por mais que tenhamos o Fedor como franco favorito, eu sei que depois que se entra no cage tudo pode acontecer. Estamos falando de mistura de artes marciais e não de uma ciência exata. O russo é um atleta frio, explosivo, inteligente, que luta bem em pé e no chão, já enfrentou alguns dos maiores peso pesados da história e também teve seus revezes dos quais dois foram contra brasileiros, também tidos como azarões: Fabricio Werdum e Antônio Pezão.

Maldonado, mundialmente conhecido sua resistência e boxe de alto nível, punch poderoso, força e carisma certamente arrastará uma multidão de torcedores. Lembrando que o sorocabano tem uma motivação extra nesta luta: o fato de ter, há poucos meses, sido cortado do UFC. Enfrentar Fedor vem como uma forma de redenção e alavancamento da carreira.

Por mais que tenhamos no russo um favorito absoluto, eu acredito que a motivação de Fábio Maldonado não poderá ser superada, pois essa é a grande chance da sua vida no mundo do MMA. E digo mais: já tô me preparando para mobilizar a cidade e o país em prol de mandarmos fazer uma estátua de bronze de Maldonado caso ele ganhe, pois se Fedor tem uma estátua lá na Rússia, o Caipira ganhando terá de ter uma aqui também.

WAR MALDONADO!!!

Foto: Divulgação

AGNES LIMA é formada em arbitragem de boxe pela Liga Sorocabana de Boxe e em MMA pela ABAL (Associação Brasileira de Arbitragem de Lutas). Atua como juíza e locutora em campeonatos regionais e estaduais. É proprietária do Centro de Treinamento King Fight/Team Maldonado e fundadora do grupo de Facebook “Do Vale Tudo ao MMA”.