Como vai o wrestling? Muito bem, obrigado!

Como vai o wrestling? Muito bem, obrigado!

Everton Gori

A seleção brasileira de wrestling foi muito bem no Pan-Americano realizado em Toronto, Canadá, conquistando três medalhas, sendo uma delas inédita. Joice Silva foi ouro na categoria até 55 quilos, Aline Ferreira bronze na até 75 quilos e Davi Albino bronze na até 98 quilos. Os três tiveram ótimas performances, mostrando uma evolução incrível da modalidade, batendo, inclusive, os cubanos que são lendários no esporte.

O wrestling, a luta olímpica, está se tornado uma real força e também mais popular. O número de amigos e atletas que está acompanhado as lutas cresceu muito. Todos empolgados, dizendo que querem praticar a modalidade, elogiam a qualidade dos lutadores, etc.

Parte deste público é fã de MMA, pois o wrestling está fazendo a diferença na mistura de artes marciais. Assim, muitos querem entender mais sobre este esporte que vem fazendo campeões, sobretudo no UFC.

Logicamente isso é um trabalho de base que começa com professores, treinadores, clubes, Fepalo (Federação Paulista de Luta Olímpica) e CBLA (Confederação Brasileira de Lutas Associadas). Tudo isso para que possamos obter bons resultados no esporte. Por fim, posso dizer que o wrestling e os wrestlers estão indo muito bem, obrigado!

Foto: Tony Rotundo/United World Wrestling

EVERTON GORI, O ALEMÃO DO WRESTLING, é professor de educação física, faixa roxa em jiu-jítsu, atleta e professor de wrestling. Possui mais de 13 anos de experiência em artes marciais como boxe, caratê e kickboxing.