Chegar ao UFC é meta de Karina Aryadne

Chegar ao UFC é meta de Karina Aryadne

O isolamento social provocado pelo coronavírus (Covid-19) mudou a rotina da atleta Karina Aryadne. A pandemia freou a ascensão da lutadora de Sorocaba, interior de São Paulo, especialista em jiu-jítsu, mas que vinha conquistando importantes resultados no MMA – são cinco vitórias e nenhuma derrota. No Max Fight 22, por exemplo, ela finalizou Ana Carolina Nascimento, com um armlock, no segundo round.

No jiu-jítsu, Karina é faixa marrom e traz no currículo as conquistas do Mundial, Pan-Americano, Sul-Americano, além das principais competições nacionais. Os resultados vêm com muita dedicação, afinal de contas ela treina desde os 12 anos.

A meta da atleta sorocabana é chegar ao UFC, maior evento de mistura de artes marciais do mundo. Ainda: receber a faixa preta de jiu-jítsu das mãos do mestre Herman Gutierrez. Para isso, mesmo na quarentena, procura treinar todos os dias e manter uma alimentação equilibrada.

Estou evitando o contato com as pessoas e tomando todas as precauções necessárias. Espero rever em breve os meus professores e amigos de tatame, pois tenho muito a evoluir. Quero dar muito orgulho às pessoas que me amam e que acreditam em meu potencial. Minha família é a minha inspiração no dia a dia e no mundo das lutas eu me espelho nos melhores, entre eles Anderson Silva e Pedro Rizzo”, conclui.

Karina012

Fotos: Divulgação
(Notícia lida 1 vezes, 1 só hoje.)