Avança o recurso de Fábio Maldonado

Avança o recurso de Fábio Maldonado

Agnes Lima

O sorocabano Fábio Maldonado foi derrotado pela lenda russa Fedor Emelianenko, em 17 de junho, na luta principal do EFN (Eurasia Fight Nights) 50, disputada na Sibur Arena, em São Petersburgo, Rússia. Mesmo castigando o adversário no primeiro round – Fedor só não foi nocauteado por um milagre -, ele perdeu por decisão unânime ao fim de três assaltos.

Nesta sexta-feira (1º), o recurso do sorocabano junto à organização do evento conseguiu um importante avanço. A Associação Mundial de MMA anunciou que o vice-presidente da União Russa, Radmir Gabdullin, juiz da entidade e amigo de Fedor, está suspenso temporariamente.

Acho que não foi só a gente aqui que achou o resultado controverso, hein?

Jacaré x GSP

O brasileiro Ronaldo Jacaré, que postula o cinturão da categoria médio do UFC, chamou o aposentado George Saint Pierre de frango. Olha só o que ele disse: “O St-Pierre nunca lutou de médio. Não sei o que ele está fazendo. Para mim, ele é um frango. Seu eu pego, quebro no meio. Ele está aposentado e quer lutar pelo cinturão em uma categoria que ele nunca lutou antes? Ele sempre correu do Anderson (Silva), correu de uma luta nos médios e agora quer o cinturão?”

A tática de Brock

Brock Lesnar já sabe como derrotar Mark Hunt, em 9 de julho, no UFC 200, marcado para Las Vegas, Estados Unidos. “Ele (Mark Hunt) tem muito poder de nocaute. Bate muito forte. Vou tentar evitar ao máximo os seus socos. Ele é melhor do que eu lutando em pé e eu sou melhor lutando wrestling”, comenta. Se quedar, Lesnar tem chance?

Jones x Lesnar

Malki Kawa, empresário de Jon Jones, cogita luta entre contra  Brock Lesnar no UFC 205, em Nova York, caso ambos vençam no UFC 200.  Gente, isso tudo é necessidade de aparecer na mídia? Jon Jones precisa disso? Eu acho essa uma afirmação bastante irreal.

Por falar em Jones…

“Eu e OSP (Ovince Saint Preux) praticamente fizemos uma sessão de sparring. O que aconteceu foi que ele nunca me forçou a lutar, nunca aumentou o ritmo, não me pressionou, nada disso. Então eu fiz o suficiente para ganhar. Se ele tivesse feito isso, eu seria obrigado a lutar. Contra Daniel Cormier minha meta principal é fazer a luta parecer muito mais fácil do que a primeira. E sei que vai ser. Meu plano é ganhar o meu cinturão de volta”. Declaração de Jon Jones sobre o compromisso marcado para 9 de julho.

Foto: Divulgação

AGNES LIMA é formada em arbitragem de boxe pela Liga Sorocabana de Boxe e em MMA pela ABAL (Associação Brasileira de Arbitragem de Lutas). Atua como juíza e locutora em campeonatos regionais e estaduais. É proprietária do Centro de Treinamento King Fight/Team Maldonado e fundadora do grupo de Facebook “Do Vale Tudo ao MMA”.