Análise da luta entre Demian Maia e Tyron Woodley

Análise da luta entre Demian Maia e Tyron Woodley

Everton Gori

Durante a semana que passou, todos me perguntaram:

– Alemão qual seu palpite para a luta entre Demian Maia e Tyron Woodley?

Respondia:

– Eu aposto no Tyron!

– Nossa, no Tyron? Eu acho que Demian finaliza!

Eu rebatia:

– Primeiro, ele precisa derrubar.

E assim como Ronda e Jacaré, Demian também não conseguiu derrubar o seu oponente na luta deste sábado (28), em Anaheim, na Califórnia, Estados Unidos. É simples: sem queda, não tem chão!

Demian que tem o melhor jiu-jítsu do UFC e também hoje é um dos brasileiros com melhor wrestling. Veio batendo muita gente e ninguém prestava atenção no ponto chave: as quedas.

Todo mundo acredita que Demian vai finalizar usando o jiu-jítsu. Sim, claro, como citei acima trata-se do melhor lutador de jiu-jítsu do Ultimate. Não há dúvidas disso, mas desta vez enfrentou um cara capaz de parar suas quedas, ou seja, um wrestler melhor que ele.

Então, voltamos à tônica: se você é o melhor wrestler no combate vai determinar onde este combate será disputado. Demian queria ir ao chão, mas Woodley, não! O brasileiro tentou 25 quedas, 25 tentativas de levar a luta para o chão para trabalhar seu jiu-jítsu, sem sucesso.

– Pô Alemão, você está falando que o jiu-jítsu do Demian não funcionou?

– NÃO! Estou falando que as pessoas precisam aprender a enxergar o WRESTLING, que o mesmo é um fator a ser considerado em uma luta e parar de dizer besteiras do tipo: “Nossa, ele devia ter levado a luta para o chão”.

Colocar, nós, wrestlers, no chão contra a nossa vontade não é tão simples assim!

Foto: Esther Lin/MMA Fighting

EVERTON GORI, O ALEMÃO DO WRESTLING, é professor de educação física, faixa roxa em jiu-jítsu, atleta e professor de wrestling. Possui mais de 13 anos de experiência em artes marciais como boxe, caratê e kickboxing.