Agora eles são faixa preta no jiu-jítsu

Agora eles são faixa preta no jiu-jítsu
Atletas do Centro de Treinamento Alexandre Turquinho/Team Maldonado, de Porto Feliz, recebem a graduação máxima na arte suave

Dois atletas do Centro de Treinamento Alexandre Turquinho/Team Maldonado, localizado em Porto Feliz, região de Sorocaba, conquistaram a graduação máxima no jiu-jítsu: a faixa preta. São eles: Elvis Nunes e Luís Carlos Funari, pai de Turquinho. A graduação aconteceu durante um treinão do qual participaram todos os alunos da modalidade do CT.

Luís Carlos Funari, conhecido como Turcão, é veterano na arte suave e já conquistou vários títulos. Foi cinco vezes campeão paulista e campeão brasileiro. Há alguns anos está longe das competições, mas não dos tatames. Ele treina, em média, três vezes por semana e é o grande incentivador da carreira do seu filho, Alexandre Turquinho. “Procuro estar presente nos treinos dele e na maioria das lutas que ele participa. Desde pequeno o incentivei a praticar artes marciais pela saúde e pela disciplina que traz. Cada vitória dele é como se fosse minha”, declara Luís.

Tanto Turcão quanto Turquinho começaram a treinar jiu-jítsu com o professor Elvis Nunes que também foi graduado no sábado. Para estar apto a entregar a honraria a Turcão, primeiro ele recebeu a homenagem de Marcos Matias, mestre da equipe Brothers Team, de Itu, para então poder agraciar seu discípulo com a graduação máxima.

Foi um momento de muita emoção, ver o Elvis entregando a faixa preta ao meu pai. Meus dois grandes mestres, no esporte e na vida”, afirma Turquinho.

Agora o CT Alexandre Turquinho/Team Maldonado tem dois lutadores de jiu-jítsu com a faixa preta estando aptos a realizar a entrega da graduação para outros atletas.

Texto: Juliana Ferraz
Fotos: Divulgação
(Notícia lida 202 vezes, 1 só hoje.)